20 de julho de 2017

Dois meses sendo mãe

Mariana chegou no dia 05 de maio às 00:15 horas, de parto Cesárea.
Dois meses sendo mãe
Da nem para acreditar que faltam apenas quinze dias para ela completar três meses, parece que foi ontem que, 12 horas após o parto peguei nesse ser tão pequeno pela primeira vez. É, não tive o prazer de tê-la em meus braços assim que nasceu, não pude amamentá-la assim que nasceu, mas isso se tornou nada diante da felicidade de ter Mariana aqui todos os dias e saber que ela estará comigo para sempre. Esses dois meses que passaram foram de felicidade, choro, medo, insegurança, ansiedade, de abraço apertado, de sorriso, gargalhada e muito aprendizado.  Passamos por muita coisa, em cada momento vivido aprendi, amadureci e sei que a cada dia será um novo aprendizado. Nunca pensei que o puerpério fosse tão difícil e mais longo do que o período que todo mundo costuma falar! Entenda o que é puerpério aqui.  Não pensei que amamentar fosse tão difícil e dolorido, e que mesmo com uma equipe tão capacitada me ensinando eu não conseguiria aprender logo no início, hoje entendo que isso leva tempo, precisamos ser paciente com nós mesma e com o bebê, ser mãe vai muito além de amamentar.
Entre tantas coisas vividas a que mais me causou medo foi quando ela precisou ser internada com Bronquiolite, eu nem sabia que essa doença existia e que as crianças até dois anos são vulneráveis a ela, Mariana ficou quatro dias internada e o restante da recuperação foi em casa. Entenda o que é bronquiolite aqui.

Dois meses sendo mãe

Hoje estamos com mais de dois meses e só agora  as coisas começaram a se ajeitar, no começo tudo é mais complicado, depois de um mês a gente vai aprendendo a cuidar do bebê, vamos nos conhecendo e tudo vai se tornando mais fácil, sinto-me mais confiante e já não choro com tudo, isso não quer dizer que em muitos momentos me sinto insegura, mas decidi que a insegurança e o medo na minha vida é apenas visita e que deve ir embora rapidinho o que deve permanecer é a fé, a certeza de que Deus todos os dias me capacita para ser a mãe, a mulher a pessoa que ele deseja.
Mariana está crescendo com muita saúde, já está tão esperta. Passo a maior parte do meu tempo com ela nos braços, dizem que a criança fica manhosa porque se acostuma ficar nos braços, mas eu sempre penso que vai existir um tempo que ela estará tão grande que não poderei colocá-la nos braços como posso hoje,  nesse tempo ela já não será uma criança, mas uma adolescente, uma pessoa adulta que mesmo que não se encaixe nos meus braços como se encaixa hoje, será sempre nele que ela vai querer se abrigar. E gente, não existe coisa mais gostosa que pegar um filho nos braços. A maternidade como muitas pessoas falam: é uma descoberta a cada dia, um desafio, mas é maravilhosa, é gratificante é a maior bênção que já vivi em toda minha vida. E os desafios? esses se tornam mais leve quando se tem um pai presente, uma mãe que faz tudo que você precisa e uma cunhada que faz de tudo para lhe ajudar.

Esses são apenas alguns relatos dos primeiros meses de Mariana na minha vida, como foram os primeiros meses de vocês sendo mãe?

 Algumas fotos de Mariana.
Dois meses sendo mãe

Dois meses sendo mãe

Dois meses sendo mãe

Siga-me no Facebook e Instagram

6 comentários:

  1. Olá Val! Amei o post, fiquei até emocionada.

    Que Deus continue abençoando vocês!!!
    Bjim

    ResponderExcluir
  2. Enquanto escrevo esse comentário tenho no colo meu Daniel que finalmente adormeceu após um dia de choro e febre por conta das vacinas de 2 meses. :(
    É amiga, ser mãe vai mesmo muito além de amamentar. Como você,também tive parto cesárea. Após 24 horas de bolsa rota e 12 horas de parto induzido com muita dor e qse nenhuma dilatação eu optei pela cirurgia cesárea, só queria meu filho nos braços. Sentir o cheirinho do filhote pela primeira vez é a melhor sensação do universo e fez toda a dor valer a pena. Não tive muito sucesso com a amamentação, mesmo tentando de tudo meu filho não conseguia fazer a pega correta, amamentei o qto pude. Demorei pra me recuperar dessa parte da maternidade, a gente sonha tanto durante a gravidez né? Mas a realidade acontece quase sempre de outro jeito. Mas passa, tudo passa. E o amor só cresce! Ver o meu pequeno crescer forte e esperto a cada dia me emociona tanto. Ele é o meu tesouro, presente de Deus. Acho que nunca vou agradecer a Ele o bastante por tamanha graça em minha vida! E assim a gente vai seguindo...

    Que Deus continue abençoando vocês! A Mariana está cada dia mais linda! S2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga imagino o quanto foi difícil para você mas por mais que imagine não faço ideia do quanto você foi forte, 12 horas de muita dor não é fácil. O meu parto foi muito complicado, inclusive já sentei no computador várias vezes para escrever meu relato de parto mas não consegui, sempre choro e não levo adiante. Diferente de você não senti dor de parto, eu estava ótima, até que do nada tive um deslocamento de placenta que gerou um sagramento muito grande e pela misericórdia de Deus segundo a equipe médica ela nasceu com vida, eu passei muito mal no momento da cirurgia, ela foi entubada por algumas horas, ficou 24 horas na UTI, passamos oito dias internada. Como você disse, a gente faz tantos planos mas acontece de outro jeito, mas tudo passa e o que mais importa é que a Mariana, assim como o Daniel estão bem e que nós também estamos bem, não é fácil os primeiros meses mas Deus nos capacita.

      Excluir
  3. Que lindo esse seu post

    ResponderExcluir
  4. Val!!! Parabéns pela sua Nenêm! ela é tão linda! que Deus abençoe muito você e tenho certeza que é normal os medos no inicio mas Deus vai dando sabedoria e vc vai prosseguindo, muita saude pra sua bebê e pra você!
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião ela é muito importante para mim.